30/04/2015 - JOSE JORGE CANELLA Estou me sentindo uma pessoa muito Feliz!!!
E vou contar porque: Durante 30 anos, isso mesmo, 30 anos, tive vergonha de
sorrir, de mostrar meus dentes, que eram tortos e feios, e pior ainda, me impedia
movimentar a língua, o que acabava atrapalhando minha dicção.
Há 18 meses atrás, meu grande amigo Fabinho Panariello me convidou a fazer uma
avaliação Ortodôntica, sem compromisso, e aí pude entender, quanta vantagem
tem a saúde bucal. A partir daí decidí e coloquei o Aparelho Ortodôntico Damon
System, e o resultado foi muito melhor que o esperado não só esteticamente,
como também me devolveu a altoestima e hoje sorrio sem medo, sem
constrangimento e respiro muito melhor. Com isso levo a alegria de sorrir sempre
para minha querida esposa, Celeste, e aos meus amigos.
O que antes era constrangimento, hoje virou prazer.
Parabéns Equipe Dipanariello, pelo atendimento, e em especial ao meu grande
amigo Doctor Fabinho, EXCELENTE PROFISSIONAL!
16/04/2015 - ROSANGELA DE PAULA MARQUES As únicas palavras que descrevem o que eu estou sentindo hoje, após o final do
meu Tratamento Ortodôntico Damon System, é SATISFAÇÃO E FELICIDADE.
Vale muito a pena, investir neste Tratamento.
Quero agradecer a todos em geral, na Clínica Dipanariello, pelo atendimento e
atenção dispensados a mim.
Att.
Rosângela de Paula Marques
Leia outros depoimentos publicados por nossos clientes
Unidade São Paulo Telefone: (11) 2950-3711 R. Batista da Mata, 46 - Alto de Santana Unidade Vinhedo Telefone: (19) 3826-1934 R. Gumercindo Vieira Rocha, 325 - Jd. Flora
ODONTOLOGIA ESPORTIVA publicado em 09/11/2011
fonte http://www.odontologiadesportiva.com.br/?page_id=10
'O pequeno Ronaldo Luiz Nazário de Lima, quando tinha 15 anos, já batia um bolão, porém, era muito mole. O “projeto de atleta” não corria, era bastante desengonçado e possuía um condicionamento físico considerado muito ruim. Mas para a sorte de Ronaldo e, é claro, para o mundo da bola, o time do subúrbio carioca possuía na comissão técnica um dentista com visão esportiva. Ao conhecer o garoto, logo ele pôde observar que o futuro craque da seleção tinha dois canais infecciosos, uma enorme falha ortodôntica, além de respirar pela boca.
Ao tratar o problema, o até então “preguiçoso” Ronaldinho passou a ter o mesmo desempenho físico dos outros jogadores e melhorou ainda mais o seu belo futebol. Saiba que um atleta que respira pela boca apresenta rendimento físico 21% menor, se comparado ao que respira pelo nariz. Já um canal aberto representa uma queda de 17% no condicionamento. Imagine então, quantos “Ronaldinhos” o esporte brasileiro pode estar perdendo, a cada ano, devido a problemas bucais? Quantas pessoas não devem estar conseguindo o seu melhor condicionamento físico devido a este problema?
Assim como o jogador, grande parte da população brasileira não leva a sério os cuidados com os dentes. Acreditam que aquela dorzinha de dente que tanto os atrapalha no dia a dia não seja grave. Mas mal sabem estas pessoas que uma cárie esquecida ou uma gengiva sangrando constantemente podem causar problemas no estômago, rins e intestino, levando a uma infecção e até à perda de um ou mais dentes, diminuindo assim, consideravelmente a resistência do organismo.
As pessoas tratam a odontologia como se fosse cosmética e não como a medicina. A boca é uma engrenagem e se você perde um dente ela não vai funcionar direito. Isso gera problemas de Articulação Temporomandibular (ATM), causando dificuldades de visão, dores de cabeça e nas costas.'
Aumente seu rendimento físico e psicológico. Faça Avaliações Odontológicas Periodicamente.

DPO ODONTOLOGIA MODERNA
Leia as Últimas Notícias
Dipanariello Odontologia - 2017 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido pela MVM Design